Neste tempo de mudança de época, o Papa Francisco convoca a Igreja a sinalizar o essencial de sua mensagem para guiar a humanidade no caminho do Evangelho. A misericórdia é o centro da prática de Jesus que se manifesta primeiramente em favor dos deserdados do mundo.

Diante das imagens eloquentes da migração massiva do oriente e da África rumo à Europa e a outras partes do mundo, como desenhar o rosto da misericórdia? Ou mesmo diante dos debates que envolvem os vários modelos de estruturação familiar, as técnicas de fecundação, a orientação de gênero, o esgotamento da natureza, as práticas institucionalizadas de corrupção… que atitudes revelarão o rosto da Igreja justa e, sobretudo, misericordiosa?

Esses debates levam a catequese a dialogar com seus interlocutores e se confrontar com as várias opiniões, a reforçar as atitudes de justiça, de transformação social e de defesa de direitos.