Ladainha mariana para o nosso tempo[1]

Em Nazaré

Maria de Nazaré, rogai por nós.

Menina que encantou os olhos de Deus, rogai por nós.

Amada de José, rogai por nós.

Jovem questionadora, rogai por nós.

Servidora do Senhor, rogai por nós.

Mulher do Sim sempre renovado, rogai por nós.

Aquela que medita o sentido dos fatos, rogai por nós.

Educadora de Jesus, rogai por nós.

Aquela que vê Deus nos véus do cotidiano, rogai por nós.

Mãe do Deus conosco, rogai por nós.

Em Jerusalém

Maria de Jerusalém, rogai por nós.

Firme junto à cruz, rogai por nós.

Símbolo do sofrimento assumido, rogai por nós.

Ícone da fé, rogai por nós.

Perseverante em oração no cenáculo, rogai por nós.

Testemunha da ressurreição de Jesus, rogai por nós.

Batizada no Espírito em Pentecostes, rogai por nós.

Na Terra e no Céu, rogai por nós.

Maria, tão humana e tão divina, rogai por nós.

Glorificada junto de Deus, rogai por nós.

Filha predileta do Pai, rogai por nós.

Mãe, educadora e discípula do Filho, rogai por nós.

Templo do Espírito Santo, rogai por nós.

Modelo dos cristãos, rogai por nós.

Símbolo humano da ternura de Deus, rogai por nós.

Mãe das mães, rogai por nós.

Aquela que está mais perto de Deus e mais perto de nós, rogai por nós.

Colo de Deus em feição humana, rogai por nós.



[1] Murad, Afonso. Maria, toda de Deus e tão humana. Compêndio de Mariologia. São Paulo: Paulinas/ Aparecida, Santuário, 2012. p. 217-218.